A CURA PELA ÁGUA – Aplicação Prática

a cura pela água

A cura pela água, é um método antigo da medicina ayurvédica, de origem indiana, que os yogues da época. aprenderam observando as aves que viviam as margens do rio Ganges. Estas aves utilizavam o bico para injetarem a água dentro do próprio organismo e se tratarem, e se reabilitarem fisicamente.

Atualmente é também conhecido como Lavagem Intestinal, Hidrocolonterapia, enema, clister, etc…

intestino-1

Ele proporciona uma limpeza interna completa do intestino grosso, desobstruindo e limpando o cólon, curva sigmoidal e o reto, normalizando assim suas atividades. Elimina-se assim as toxinas retidas, vermes e parasitas, e a sujeira química que contamina o sangue com todas as suas consequências. Seus benefícios são inumeráveis, e além de terapêuticos, aumentam os níveis de energia e previnem o envelhecimento.

O método consiste em injetar no intestino, uma quantidade de água, que depois de ser expelida, lava e elimina todos os resíduos acumulados no seu interior.

intestino grosso

Aplicação tradicional

Material: uma seringa sem a agulha, ou uma sonda, ou uma mangueira fina de borracha, com um irrigador, ou algum recipiente que injete a água pelo ânus, com um pouco de pressão.

A água: devera estar na temperatura usada para os banhos quentes. O grau de calor preferido será o que a mão pode resistir confortavelmente. Em casos de extrema congestão do colon a adição na água de uma colher de sopa de vaselina, glicerina ou azeite, dará excelente resultado. Alguns preferem colocar um pouco de mel de abelha, que é um produto muito curativo e desinfetante. Pode também ser feito com o uso de chás de ervas medicinais, como a cavalinha, camomila, malva, água com limão, etc…

A posição: poderá ser a que mais agradar, muitos tomam a injeção de joelhos, com a cabeça apoiada num travesseiro, outros deitados de lado, do lado direito auxiliando assim o processo pela própria posição do cólon. É melhor que os quadris fiquem mais alto do que a cabeça.

O processo: a finalidade do clister é simplesmente lavar o reto, e para isto basta meio litro de água injetada, que desaloja todo excremento ali acumulado.

download

Mas para a lavagem do cólon temos que injetar água no reto, gradualmente, de maneira que ela transpasse a curva sigmoidal, e penetre nas outras partes do cólon, que deverá ser feito com a injeção de dois litros de água. Introduza a ponta da seringa no ânus (um pouco de vaselina ou outra untura torna o processo mais fácil), deixe depois que a água penetre vagarosa e gradualmente.

Se você for um principiante, experimentará um desejo de verter a água de uma vez, porém com um pouco de força de vontade, poderá resistir e reter.

Passado um momento, a corrente se normalizara. Se você experimentar ainda um desejo maior de verter a corrente, poderá descarregar a água com tudo mais que ela contem, e prosseguir depois com a injeção da água restante. Com um pouco de prática toda dificuldade passará.

Na primeira aplicação, um litro de água sera o suficiente, nas seguintes devera ser aumentada para dois litros.

Depois de ter injetado toda a água, permaneça quieto, em uma posição cômoda, passando de leve a mão sobre o abdome. Este processo tende a favorecer uma ação mais eficaz.

Deixe a água permanecer um bom tempo dentro do intestino, para que amacie, afrouxe e desprenda as fezes aderidas nas paredes intestinais. Segure por alguns minutos o liquido no corpo, apertando as nádegas se precisar.

A noite é o tempo mais favorável para a aplicação do método, todavia muitos preferem a manhã. Siga a sua disponibilidade.

Final: sentado no vaso, deixe a água toda sair das entranhas, arrastando consigo toda matéria impura ao sair da água. Não se incomode, deixe passar algum tempo. Primeiramente, você achara que ainda resta uma porção a sair, cuja expulsão pode, com excelente meio, ser auxiliada por uma massagem no abdome, feita da direita para a esquerda.

Alguns minutos depois, terminara a operação. Poderá sentir ainda uma necessidade de lançar fora uma ultima porção, principalmente se der alguns passos.

Alguns seguidores deste tratamento, recomendam que, depois que se termina totalmente, e bom injetar uma pequenina quantidade de água morna no cólon, para lhe dar vigor e fortalecer as partes adjacentes, mas isto é opcional.

Freqüência de aplicação: esta operação de lavagem, poderá ser repetida por dias seguidos ou alternados. Três aplicações causara uma boa limpeza intestinal.

As pessoas que não fazem exercício físico, ou que tenham prisão de ventre muito acentuada, poderão manter o tratamento uma vez ao mês, como uma medida preventiva. As demais, podem aplica-la em um período maior, ou conforme a necessidade e conveniência de cada um.

Contra indicações: essas lavagens intestinais devem ser evitadas em caso de apendicite, forte inflamação intestinal, desidratação, ou quando a pessoa estiver muito enfraquecida. No caso de crianças, a quantidade de líquidos deve ser menor. Como em tudo, não se deve abusar deste método, porque pode viciar o intestino. Use o bom senso.

Muita paz,

Wander Coimbra

Fonte:

“A cura pratica pela água” – Yogue Ramacharaka.

“Sinais” – publicações da fazenda Figueira, e Outros.

Anúncios

Gratidão por sua visita!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: