Superando as decepções

White on white closeups with makeup

O que vemos na sociedade, é uma espantosa pandemia de dor, uma onda incontida de destruição, uma avalanche de perversão, uma aflitiva onipresença do conflito e do desespero. Como aceitar que , sendo o ser humano a obra máxima da Natureza, a esteja violentamente desfigurando, devastando e poluindo, desde o ar que respira aos alimentos que come, desde a beleza e a bondade até seus próprios pensamentos e sentimentos.

Como, sendo o homem a imagem e semelhança de Deus, se comporta tão  diabolicamente? Como vive tão miseravelmente sofrendo, enquanto enganado, supõe gozar? Como estando perdendo, enquanto enganado, acredita estar lucrando?

Como, sendo infinitamente perfectível, se deteriora e se destrói? Como tão perto de Deus, chafurda na lama? Como, dispondo de um instrumento tão precioso – sua mente – a perturba, conspurca e perverte?

Como, programado para a libertação, se submete imprudente e tragicamente a mil tiranos, desde o cigarro, o álcool, a maconha, aos slogans, à propaganda, às seitas, aos falsos profetas e a massificação?

Como, sendo o templo de Deus Vivo, não conhece repouso, segurança, paz e felicidade?

Como são estupidamente teimosos, surdos e cegos, obstinados em continuar  no escuro e na dor, na morte e na servidão, a rechaçar os divinos convites para a Luz, a Felicidade, a Vida e a liberdade¹

Professor Hermógenes

“Honra o médico por causa da necessidade, pois foi o Altíssimo quem o criou. Toda a medicina provém de Deus,  a ciência do médico o eleva em honra; ele é admirado na presença dos grandes.  O Senhor fez a terra produzir os medicamentos: o homem sensato não os despreza.

Uma espécie de madeira não adoçou o amargor da água? Essa virtude chegou ao conhecimento dos homens. O Altíssimo deu-lhes a ciência da medicina para ser honrado em suas maravilhas;  e dela se serve para acalmar as dores e curá-las; o farmacêutico faz misturas agradáveis, compõe unguentos úteis à saúde, e seu trabalho não terminará,”  “até que a paz divina se estenda sobre a face da terra.

 Meu filho, se estiveres doente não te descuides de ti, mas ora ao Senhor, que te curará. Afasta-te do pecado, reergue as mãos e purifica teu coração de todo o pecado.  Oferece o que de melhor tiveres;  em seguida dá lugar ao médico, pois ele foi criado por Deus; que ele não te deixe, pois sua arte te é necessária. Virá um tempo em que cairás nas mãos deles.  E eles mesmos rogarão ao Senhor que mande por meio deles o alívio e a saúde ao doente segundo a finalidade de sua vida.

Aquele que peca na presença daquele que o fez, cairá nas mãos do médico.  Meu filho, derrama lágrimas sobre um morto, e chora como um homem que sofreu cruelmente. Sepulta o seu corpo segundo o costume, e não descuides de sua sepultura. Chora-o amargamente durante um dia, por causa da opinião pública, e depois consola-te de tua tristeza;  toma luto segundo o merecimento da pessoa, um dia ou dois, para evitar as más palavras.

Pois a tristeza apressa a morte, tira o vigor, e o desgosto do coração faz inclinar a cabeça. A tristeza permanece quando (o corpo) é levado; e a vida do pobre é o espelho de seu coração. Não entregues teu coração à tristeza, mas afasta-a e lembra-te do teu fim. Não te esqueças dele, porque não há retorno; de nada lhe servirás e só causarás dano a ti mesmo. Lembra-te da sentença que me foi dada: a tua será igual; ontem para mim, hoje para ti. Na paz em que o morto entrou, deixa repousar a sua memória, e conforta-o no momento em que exalar o último suspiro.

A sabedoria do escriba lhe vem no tempo do lazer. Aquele que pouco se agita adquirirá sabedoria. Que sabedoria poderia ter o homem que conduz a charrua, que faz ponto de honra aguilhoar os bois, que participa de seu labor, e só sabe falar das crias dos touros? Ele põe todo o seu coração em traçar sulcos, e o seu cuidado é engordar novilhas. Igualmente acontece com todo carpinteiro, todo arquiteto, que passa no trabalho os dias e as noites.

Assim sucede àquele que grava as marcas dos sinetes, variando as figuras por um trabalho assíduo; que aplica todo o seu coração na imitação da pintura, e põe todo o cuidado no acabamento de seu trabalho.  Assim acontece com o ferreiro sentado perto da bigorna, examinando o ferro que vai moldar; o vapor do fogo queima as suas carnes, e ele resiste ao ardor da fornalha.  O barulho do martelo lhe fere o ouvido de golpes repetidos; seus olhos estão fixos no modelo do objeto. Ele aplica o seu coração em aperfeiçoar a sua obra, e põe um cuidado vigilante em torná-la bela e perfeita.”

“O mesmo sucede com o oleiro que, entregue à sua tarefa, gira a roda com os pés, sempre cuidadoso pela sua obra; e todo o seu trabalho (visa a produzir) uma quantidade (determinada). Com o seu braço dá forma ao barro, torna-o maleável com os pés, aplica o seu coração em aperfeiçoar o verniz, e limpa o forno com muita diligência. Todos esses artistas esperam (tudo) de suas mãos; cada um deles é sábio em sua profissão. Sem eles nenhuma cidade seria construída,  nem habitada, nem frequentada; mas eles mesmos não terão parte na assembleia,  não se sentarão nas cadeiras dos juízes, não entenderão as disposições judiciárias, não apregoarão nem a instrução nem o direito, nem serão encontrados a estudar as máximas.

Entretanto, sustentam as coisas deste mundo. Sua oração se refere aos trabalhos de sua arte; a eles aplicam sua alma, e estudam juntos a lei do Altíssimo.”

Eclesiástico, 38 – Bíblia Católica Online

SUGESTÃO DE VÍDEO NO YOUTUBE 1

SUGESTÃO DE VÍDEO NO YOUTUBE 2

Vencendo a depressão

Esse livro tem uma leitura suave, uma descrição apurada, sobre o transtorno depressivo maior que é considerado o mal do século. A obra “Como vencer a depressão” traz relatos reais de pessoas que enfrentaram seus medos e se propuseram a fazer uma viagem para dentro de si mesmo, se redescobrindo e entendendo que a depressão tem cura, mas a batalha pode levar uma vida inteira, como no caso de Silver que nos conta como foi sua experiência com uma depressão dupla e a cantora de sucesso que precisou pausar sua carreira. O objetivo dessa obra é passar de forma clara e com uma linguagem informal o que é a depressão, como lidar com pensamentos negativos e como finalmente Vencer a Depressão. 91 Páginas

Livro Vencendo a Depressão

Aceite ajuda, não se afogue nos problemas

Um homem recebeu um dia um aviso de Deus, dizendo que haveria uma enchente, mas que ele ficasse tranquilo pois sua vida seria poupada e ele não correria perigo. Meses depois, começou de fato a chover forte e o homem logo se lembrou da mensagem de Deus, confiante, porém, de que nada lhe aconteceria.
A chuva continuou intensa por vários dias, até que veio a enchente. Os moradores começaram a abandonar suas casas e chamaram o homem para ir com eles. Mas ele se negou a ir, alegando que Deus iria salvá-lo. As águas continuaram subindo e um grupo de pessoas foi até ele em um barco pedindo que ele entrasse na embarcação. Mas ele novamente se recusou a ir, dizendo que Deus o salvaria. As águas continuaram a subir. Veio então um helicóptero para resgatá-lo, porém mais uma vez o homem negou-se a ser salvo. Não passou muito tempo, ele acabou morrendo afogado.
Ao chegar ao céu, indignado, foi tirar satisfação com Deus. Reclamou:
— Por que o Senhor me deixou morrer, se havia prometido me salvar?
E Deus respondeu:
— Mas bem que tentei salvá-lo! Por três vezes seguidas lhe mandei auxílio, e você recusou todos eles…
Se levarmos essa história para a vida real, podemos refletir: quantas vezes não deixamos de perceber as ajudas que nos são oferecidas e terminamos nos afogando solitariamente em nossos próprios problemas…?
*Sócio-fundador da Alliance Coaching, Alexandre Rangel compartilha histórias e lições de cooperação, liderança e motivação do seu livro O que podemos aprender com os gansos. Autor

Por favor, se você gostou do post, não deixe de contribuir com seu comentário, assim, me sentirei mais motivada a escrever, sabendo também o que você pensa. Contribua com sua opinião.

Visite também estes aprendizados , Cursos que podem mudar a sua vida  tem cursos superinteressantes e fáceis, que podem fazer de você um grande profissional ou mesmo ampliar os seus conhecimentos.

Um beijo da Patty

 

 

 

Anúncios

2 comentários em “Superando as decepções

Gratidão por sua visita!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: